Sete tendências importantes para o setor de segurança em 2020

Sete tendências importantes para o setor de segurança em 2020
Janeiro 07, 2020

 

“Normalmente, quando falamos de tendências e do futuro, estamos realmente pensando mais no presente. A razão pela qual estamos interessados em entender as tendências é porque queremos saber como elas afetarão nossos negócios atuais e como devemos agir agora para evitar ficarmos desatualizados.”



Mudanças significativas moldaram o setor de segurança durante a última década, e inovações mais emocionantes devem ser esperadas na década de 2020. Tecnologias e aplicativos emergentes – tais como percepção multidimensional, UHD, imagem com pouca luz, inteligência artificial e tecnologia em nuvem – abrem novas possibilidades para o setor de segurança. Ao mesmo tempo, milhões de câmeras e outros dispositivos de segurança estão sendo conectados às redes, tornando o setor de segurança uma parte muito importante do futuro mundo da IoT.



Na Hikvision, gostaríamos de compartilhar nossos pensamentos sobre algumas das principais tendências que afetarão o setor de segurança em 2020 e, provavelmente, ainda mais no futuro.



1. Percepção multidimensional

 

Para câmeras de segurança, a captura de imagens simula nosso senso de visão, ampliando o poder dos “olhos” das pessoas. Mas e se as câmeras de segurança pudessem usar outros tipos de “sentidos”, como por exemplo “audição”, “cheiro” ou mesmo detecções que estão além do alcance visual, a fim de identificar e responder a incidentes?

 

Por exemplo, as câmeras de vídeo integradas aos radares de ondas centimétricas e milimétricas estão se tornando populares na detecção de objetos. Com profunda integração de radar e vídeo, uma câmera multidimensional estende a percepção além do alcance visual, para melhorar a detecção de objetos e o rastreamento de movimentos – a até uma distância de 100 metros e em qualquer clima.



Outra abordagem é a câmera integrada de detecção de buzina de automóvel. Equipada com matrizes de sonar, esta câmera pode detectar e localizar com precisão a fonte da buzina de um veículo, identificando o veículo e gerando fotos e vídeos do evento como evidências. Essa capacidade pode ajudar a reduzir a poluição sonora nas estradas e nas comunidades com regras contra o uso desnecessário de buzinas.



Mais “sentidos”, como detecção de fumaça, detecção de calor ou mesmo detecção de pressão, podem ser incorporados às câmeras a fim de monitorar e relatar com precisão eventos ou incidentes.



A tendência da percepção multidimensional moldará poderosamente os sistemas de segurança e os dotará de mais recursos para criar segurança, em um futuro próximo.



2. Câmeras multi-inteligentes

 

Os aplicativos de inteligência artificial já estão surgindo lentamente no setor de segurança há muitos anos, mas a maioria das câmeras de segurança com inteligência artificial pode executar apenas um único algoritmo devido à limitação do poder de computação, o que significa que elas podem incorporar apenas uma função inteligente por vez, contando pessoas ou contando carros, por exemplo.

 

Agora, o poder de computação das câmeras de segurança foi bastante aprimorado com o aumento do desempenho dos chips de IA. A tecnologia de inteligência múltipla será a tendência para a próxima geração de câmeras com inteligência artificial, já que várias tarefas inteligentes serão realizadas por uma única câmera.

 

Vamos usar os cruzamentos de veículos como exemplo. Em muitas cidades, você pode ver dez ou mais câmeras instaladas nos cruzamentos para detectar o fluxo de tráfego, identificar violações, detectar tipos de veículos e números de placas, proteger calçadas e assim por diante. Mas agora, com câmeras de inteligência múltipla, 2 ou 3 câmeras serão suficientes para um cruzamento. Como menos câmeras serão equipadas para um cenário de aplicação, os custos do equipamento, instalação, manutenção e gerenciamento serão todos reduzidos.

 

Além disso, as câmeras definidas pelo cenário se tornarão comuns, pois os fabricantes poderão inserir diferentes algoritmos nas câmeras de segurança, de acordo com os cenários específicos do aplicativo, permitindo que os clientes escolham funções personalizadas para atender suas necessidades.



3. Sistemas de segurança proativos e abrangentes

 

Os sistemas de CFTV meramente reativos não atenderão mais às demandas das equipes de operações de segurança, pois frequentemente procuram novas oportunidades para melhorar sua eficiência operacional. Muitos clientes agora estão pedindo sistemas de segurança proativos e abrangentes, que combinam monitoramento de CFTV, sistemas de alarme, controle de acesso e até proteção contra incêndio.

 

Com o desenvolvimento da tecnologia de IA, os processos de monitoramento dos sistemas de CFTV estão se tornando mais automatizados, analisando vídeo ao vivo e gravado a fim de detectar, classificar e rastrear objetos predefinidos. Esses processos podem ser especialmente eficazes na identificação proativa de eventos à medida que eles acontecem, e na extração de informações instantânea do vídeo gravado.

 

Enquanto isso, a análise de vídeo proativa e inteligente permite a implantação de sistemas de segurança abrangentes e valiosos e melhora o retorno do investimento na integração de sistemas de CFTV e não-CFTV. Por exemplo, agora, quando uma câmera detecta um incidente, uma ligação aciona o sistema de alarme automaticamente, solicitando ao pessoal de segurança que verifique o feed ao vivo da câmera de vigilância. Por outro lado, quando sistemas de alarme, controle de acesso ou proteção contra incêndio reportarem um incidente, o sistema de CFTV será ativado para verificar o que realmente aconteceu.

 

Atualmente, a transformação digital para aumentar a produtividade é um imperativo comercial para a maioria das organizações, e sistemas de segurança proativos e abrangentes serão a direção das operações de segurança para aumentar sua eficiência e valor.



4. Ultra-alta definição

 

As pessoas querem ver mais e ver com mais clareza; assim, buscar uma resolução de imagem cada vez maior tem sido uma força motriz essencial no desenvolvimento da tecnologia do setor de segurança. Após a era HD, a era de ultra alta definição (UHD) será o próximo passo natural.

 

UHD costumava significar “alto custo”, mas agora, ela está se beneficiando de melhorias nas tecnologias de transmissão e codificação. Está se tornando cada vez mais econômica para uso em larga escala no setor de segurança, dos níveis de entrada ao topo.

 

Com maior largura de banda e tecnologia de transmissão de menor latência, a transmissão suave de imagens UHD está se tornando possível, e a ampla adoção de câmeras com resolução 4K e 8K atenderá a oportunidades reais.

 

Além disso, a tecnologia de codificação continuamente otimizada - que está diminuindo bastante a taxa de bits do vídeo – é outro estímulo para aplicativos UHD no setor de segurança. Como a taxa de bits das imagens gravadas fica bastante reduzida, os custos de largura de banda e armazenamento também se reduzem.



5. Visibilidade, a qualquer momento e qualquer condição

 

A maioria dos incidentes de segurança ocorre à noite, mas as imagens e filmagens das câmeras de segurança convencionais podem facilmente perder cores e detalhes críticos em ambientes com pouca luz. As tecnologias de imagem com pouca luz tornaram-se cada vez mais populares no setor de segurança, melhorando a visibilidade dos objetos a fim de identificar detalhes a qualquer momento e sob quaisquer condições.

 

Outra inovação importante é a geração de imagens térmicas, que podem detectar as informações de calor de qualquer objeto com temperatura acima do zero absoluto. Aproveitando a imagem de zona de calor, a tecnologia de imagem térmica permite que as câmeras “enxerguem” em condições de baixa visibilidade, como neblina, poluição, chuva e neve – mesmo à noite. E as câmeras térmicas têm enormes potenciais em várias aplicações, como defesa de perímetro, detecção de incêndio e medição de temperatura.



6. Movendo-se para a nuvem

 

Conforme mencionamos no início, mais dispositivos de segurança, incluindo câmeras, estão sendo conectados pela Internet, tornando-os parte do mundo da IoT. Assim, “migrar para a nuvem” tem sido o foco do setor de segurança – especialmente nas operações de vigilância por vídeo. Por que as pessoas estão entusiasmadas com a nuvem? É porque os serviços em nuvem podem trazer grandes benefícios em eficiência, flexibilidade, relação custo-benefício e segurança.

 

Entre as operações de segurança, a vigilância por vídeo como serviço (VSaaS) tem sido uma tendência importante no setor de segurança, pois é a escolha ideal para pequenas e médias empresas moverem seus sistemas de segurança baseados em vídeo para a nuvem. É uma tecnologia utilizada para hospedar o hardware e o software das operações de segurança na nuvem, para que os usuários possam acessar suas câmeras IP e dispositivos IoT e verificar imagens de vídeo ou ligações de alarmes de qualquer lugar. Como nenhuma instalação no servidor e configuração de sistema são necessárias, geralmente é mais conveniente do que as soluções tradicionais de vigilância por vídeo. Na nuvem, os usuários podem distribuir custos por um contrato e pagar exatamente e somente pelos serviços que são usados.

 

Para empresas que administram cadeias de lojas, as demandas por VSaaS vêm aumentando bastante. Migrando os serviços de vigilância por vídeo para a nuvem, essas empresas podem centralizar rápida e economicamente suas operações de segurança e verificar remotamente o status de suas lojas.

 

Para saudar a tendência de “migrar para a nuvem”, os integradores de sistemas de segurança também estão adotando o VSaaS, pois é uma boa chance de fortalecer seus modelos de negócios. Com o VSaaS, os integradores de sistemas podem fornecer serviços para seus clientes usando a nuvem – tais como verificações de sistema e manutenção remota - e escalar seus negócios de forma consistente com eficiência.


7. Demandas mais altas em segurança cibernética

 

Contando com milhões de dispositivos de segurança conectados na IoT, os sistemas de segurança estão evoluindo de únicos e isolados para abertos e conectados. As pessoas estão ficando cada vez mais preocupadas com a segurança de seus dados e privacidade e, portanto, estabelecem demandas mais altas na indústria de segurança, para o setor de segurança cibernética.

 

Para ajudar a minimizar o risco de violações de segurança, uma abordagem em várias camadas – incluindo camadas de rede, aplicativos e dispositivos – que aborda uma gama completa de ameaças de segurança cibernética simultaneamente, será exigida e esperada pelas organizações de segurança e departamentos de TI. Os fabricantes de segurança também terão que cobrir a segurança de seus produtos durante todo o ciclo de vida.



Palavras finais

 

Assim como 2020 é o início de uma nova década, esperamos ver uma nova década de inovação em tecnologias e aplicações. Juntamente com as tendências proeminentes do setor de segurança mencionadas acima, outras tendências como 5G, big data, operações corporativas inteligentes e regulamentos mais rígidos de proteção de dados como o GDPR da UE também podem afetar bastante o setor na década de 2020.

 

Para descobrir mais sobre qualquer assunto discutido aqui, ou para descobrir as soluções Hikvision que estão oferecendo o futuro da segurança e vigilância no hoje, visite nosso site em www.hikvision.com.

 

Este site usa cookies para armazenar informações no seu dispositivo. Os cookies ajudam nosso site a funcionar normalmente e nos mostram como podemos melhorar sua experiência de usuário. Ao continuar a navegar no site, você concorda com nossa política de cookies e política de privacidade.

Contato