Benefícios dos Gravadores de Vídeo de Rede (NVRs) Integrados em relação aos NVRs baseados em PC
March 14,2012

Benefícios dos Gravadores de Vídeo de Rede (NVRs) Integrados em relação aos NVRs baseados em PC

O setor de vigilância de vídeo moderno está no meio de um desvio de paradigma. Com o aumento da popularidade das câmeras de Protocolo de Internet (IP), acredita-se que o mercado está rapidamente se desviando da tecnologia de vigilância de vídeo analógico para IP. Essa transição está gerando inovações rápidas para elevar as capacidades dos sistemas de vigilância de vídeo. Um exemplo disso é o advento de NVRs que oferecem uma opção entre unidades autônomas ou gravadores que fazem parte de um conjunto de PC. Esse desenvolvimento no NVR coloca a questão: os clientes devem optar por um NVR baseado em PC ou uma unidade autônoma e integrada que apenas exige a fixação a uma interface de Ethernet pronta?

Este artigo defenderá que os usuários de vigilância por vídeo que optam por um NVR que utiliza um sistema operacional Linux integrado e dedicado dentro de uma unidade autônoma se beneficiarão de um desempenho superior àquele oferecido por um NVR baseado em PC em função da facilidade de uso, estabilidade do sistema e capacidade de decodificação.

Funções comuns para as duas abordagens

Antes de diferenciar entre as duas soluções de gravação de vídeo no mercado de vigilância, será útil listar as funções básicas comuns para as duas abordagens. Essas funções incluem: gravação; arquivamento; exibição; reprodução; pesquisar parâmetros como data, linha do tempo e evento; gerenciamento de câmera; gravação acionada em eventos prescritos e exportar para uma mídia removível. Também normalmente se espera que os NVRs sejam capazes de lidar com pacotes VoIP. Assim que um vídeo digitalizado é transmitido, os usuários finais esperam ser capazes de tratá-lo como qualquer outro dado de rede, visualizando-o localmente em LANs e remotamente a partir de navegadores de Internet.

Também esperam conseguir exercer remotamente o controle de PTZ em relação às câmeras, definir as configurações e até mesmo realizar atualizações de forma remota.

Comparação dos gravadores de vídeo de rede (NVRs) integrados com NVRs baseados em PC Os NVRs integrados são basicamente diferentes de NVRs baseados em PC no modo como funcionam e nos recursos oferecidos. O NVR autônomo vem em um invólucro único e compacto. Em contraste, um NVR baseado em PC é uma adição periférica a um sistema que envolve uma CPU, teclado e monitor. Em locais confinados, uma unidade integrada realiza uma série de funções similares, quando não mais amplas, enquanto ocupa menos espaço. Os NVRs integrados superaram as limitações perceptíveis em função de capacidade de armazenagem e tipos de meio de armazenamento por meio do uso de dispositivos que incluem IP-SAN, eSATA, NAS (armazenagem conectada à rede) e Fire wire. Subsequentemente, os NVRs integrados podem suportar interfaces para outros dispositivos de vigilância que podem ser convenientemente integrados com sistemas de alarme e sistemas de controle de acesso, além de sistemas de controle remoto de PTZ.

Estabilidade

Diferente de uma unidade baseada em PC, que provavelmente executa uma série de aplicativos do Windows™, um NVR integrado beneficia-se da estabilidade proveniente do código Linux, que é otimizado para

 

executar somente aplicativos relevantes para as tarefas de vigilância exigidas. Um sistema operacional integrado contem apenas os componentes de software necessários para funções específicas do NVR e a unidade será fornecida com configurações ideais que saíram da fábrica depois de testes rigorosos.

Confiabilidade

A arquitetura precisa das unidades de NVR integradas os torna menos propensos a travamentos. No entanto, a metodologia de PC para NVRs é certamente 'aberta' em função da adição de uma armazenagem externa, instalação de software etc. Os controles são integrados no NVR; são uma parte integral do painel em vez de um adjunto e a atividade dos operadores pode, portanto, ser ficar mais facilmente restrita ao uso legítimo.

Tome cuidado com guardas de segurança curiosos - Essa situação é exagerada, mas apenas ligeiramente. Encontre um integrador ou um usuário final que esteja disposto a ser honesto com você e que possa descrever bem situações como as seguintes. É bastante comum que um guarda de segurança entediado, ao ver um logotipo do Windows™ em uma tela de PC que está monitorando, pense: "Conheço esse ambiente. Jogo nele em casa. Posso jogar Paciência nele e, se eu desinstalasse esse programa, liberaria espaço suficiente para instalar 'Battlefield 2.' Acho que poderia conectar meu telefone com USB nesta porta bem aqui." Casos em que um membro de equipe conecta um telefone à instalação de vigilância e apaga todo um sistema de segurança são comuns. Nenhum tipo de visão pode antecipar um comportamento imprevisível de uma equipe júnior. No entanto, o contraste com um NVR integrado é óbvio. Há pouco escopo para conectar dispositivos estranhos ao painel e qualquer dispositivo desse tipo não será reconhecido pelo NVR.

Decodificação complexa

Os NVRs integrados superam consistentemente as soluções baseadas em PC na capacidade de não apenas realizar uma decodificação complexa, mas também de oferecer ao usuário uma reprodução de vídeo e visualização confiáveis. Atualmente, certos NVRs estão entre as poucas unidades que conseguem realizar uma decodificação local e a reprodução, decodificando até 16 canais a 1080p atingíveis. As demandas de processamento feitas em uma solução baseada em PC para atingir um desempenho comparável são bem mais altas que aquelas exigidas de um dispositivo integrado e necessitam de CPUs poderosas e caras.

Fácil de usar

Os NVRs integrados podem ter painéis operacionais baseados nos melhores princípios de design intuitivo. Sinais de LED, entradas e saídas digitais, botões de pressionamento e teclas podem ser todos organizados de forma ergonômica. Um layout sensível em uma abordagem de painel em vez de uma GUI baseada em tela pode replicar a facilidade de uso encontrada em um PC, porém sem as vulnerabilidades descritas acima.

Consumo de energia e pegada de carbono de fabricação

As tecnologias integradas ajudam o setor de vigilância a se manter ecológico em um contraste marcante com a abordagem de PC. O consumo de energia de um NVR integrado é aproximadamente 70 W, o que é menos que uma lâmpada incandescente. Em contraste, o provável consumo de um PC capaz de operar um NVR é aproximadamente 250 watts e, juntamente com um grande monitor em nível corporativo, o total será aproximadamente 350 watts. Para um usuário final consciente da pegada de carbono, esses números sozinhos devem significar o suficiente para encerrar o debate.

Conclusão

Opção padrão em vez de uma decisão baseada em uma análise comparativa

Os NVRs tem sido uma oferta tradicional há três anos e é muito provável que a abordagem integrada terá precedência em relação às soluções que utilizam PCs. No entanto, um NVR baseado em PC continuará a ter um momento próprio como uma abordagem adicional ao método integrado. Os benefícios que um NVR integrado oferece - confiabilidade, estabilidade, facilidade de uso e mais - permitem que as empresas maximizem o valor daquilo que já possuem. Ademais, com todos os componentes integrados em uma caixa, ele ocupa um pequeno espaço e pode ser perfeitamente camuflado em qualquer lugar. Isso torna a abordagem integrada mais adequada para ser instalada em qualquer local, até mesmo os difíceis de alcançar, impedindo que uma equipe não autorizada ou invasores acessem a gravações de vídeo sensíveis. Para usuários finais que ainda não implementaram um NVR, a discussão neste artigo deve assumir um papel convincente que a abordagem de NVR integrada deve ser a opção preferida em vez de um NVR baseado em PC. Qualquer avaliação considerada de uma progressão recente do produto levará à conclusão que o NVR integrado já se tornou a opção padrão.


<  Voltar à lista